Ela e Ele

Ela estava terminando de fazer a unha enquanto assistia a um filme que passava na televisão. Já tinha ajeitado a casa logo cedo, limpado o carro, estendido a roupa no varal e levado o cachorro para passear. Agora terminava de se arrumar para sair à noite. Ela já havia sido muito baladeira, lembrava-se de que adorava comprar sapatos de salto alto e roupas apertadas só para usar na noitada, contava os dias para o final de semana e queria morrer quando não tinha um programa legal para fazer. Hoje em dia ela não era mais assim, preferia a tranquilidade de uma reunião com os amigos ou até mesmo curtir sua própria companhia, mas uma grande amiga sua havia sido convidada para ir ao aniversário da amiga de uma amiga, sim aquelas relações bem distantes que provavelmente ninguém conhece a aniversariante, e insistira para que ela a acompanhasse, como não tinha nada de melhor para fazer, pensou: “Por que não?”.

Ele estava saindo do clube depois de uma partida de futebol com os amigos, vinham brincando e tirando sarro um da cara do outro ao longo do trajeto, até que um deles disse: “Ei, hoje tem aniversário da namorada de uns dos caras lá do escritório, alguém está afim de ir?”, alguns toparam na hora, outros recusaram, ele ficou na dúvida, era verdade que fazia tempo que ele não saia para a noitada com a galera, não que fizesse questão na maioria das vezes, nunca fora muito disso, porém havia saído de um relacionamento conturbado há alguns meses, quem sabe não seria bom para espairecer? Mesmo que esse não fosse o caso, ele não tinha nada melhor para fazer, então pensou: “Por que não?”.

A buzina toca, é sua carona, ela pega a bolsa, checa mais uma vez se não se esqueceu de nada, tranca a porta e sai de casa. Estava mais animada, a noite estava linda, seria um desperdício não aproveitá-la.

Ele parou na frente da casa do último amigo que ia buscar, seria o carona da vez, os caras não paravam de falar e dar risada, ele acabou entrando no clima e começou a ficar mais animado com a ideia.

Ela entrou, foi com sua amiga até a mesa da aniversariante e a todos se apresentou. Um dos convidados lhe chamou a atenção e no mesmo momento algo acendeu dentro dela, algo novo ou que há muito não sentia, pensou maravilhada: “Quem diria que era exatamente aqui que eu deveria estar!”.

Ele entrou, foi com os rapazes até a mesa e fez um cumprimento geral para todos os presentes. Ficou de bobeira por algum tempo até que uma mulher, que acabara de chegar com uma amiga, se apresentou a ele. Ele se interessou de imediato, não sabia explicar o porquê, só sentira que estava no lugar e na hora certa.

Eles conversaram a noite inteira. Não ficaram juntos naquela ocasião, mas nem precisaria, afinal marcaram de se encontrar no dia seguinte. O final da história? Não se sabe ainda, porém ouvir dizer que nesse encontro houve… ah, deixa para lá, isso é assunto para outra ocasião!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s