Aquele que tinha tudo

Dizer que tem tudo pode soar como exagero para muitos e realmente é em vários casos, mas não acredito que este seja um desses. Você deve estar se perguntando se esta é mais uma história com a moral de que bens materiais não completam a vida e que a verdadeira felicidade vem de dentro, certo? Porém é quase o oposto na verdade! Ou pelo menos deveria ser… deixa-me parar de rodeios e explicar logo o caso, assim poderão entender.

                De fato ele tinha tudo, a começar por esse tal interior que todo mundo procura, afinal seu ser sempre irradiou vida. Mesmo nos cantos mais remotos e nos lugares mais desacreditados, sua essência era contaminante e fazia com que a esperança brotasse. Então, vejam bem, seu problema nunca foi e nunca será seu interior. Ele também tinha uma vasta cultura. Sabia costumes, danças, comidas típicas, dialetos e tantas outras coisas de norte a sul e de leste a oeste. Do frevo pernambucano ao fandango gaúcho, da festa de Parintins ao carnaval no Rio, ele sempre esteve presente e na verdade até exerceu um papel importante em suas criações. Mas acha que suas qualidades paravam por ai? Claro que não! Ele tinha muitos recursos, recursos infinitos: pedras preciosas, petróleo, terras férteis com os mais variados tipos de fauna e flora e abundantes rios que as banhavam. Como se não bastasse tudo isso, ele ainda era lindo! Todos o elogiavam por sua beleza peculiar e única. Alguns ficavam sem fôlego ao vê-lo no pôr do sol de uma praia em Noronha, na majestosa floresta amazônica ou nos inconfundíveis lençóis do Maranhão. Não é possível, todos tem um defeito, ele não é exceção! Talvez seja mesquinho ou esnobe. Sozinho ou cruel? Não! Enganados novamente. Eu já estava quase chegando lá! Afora todos estes atributos, ser generoso e acolhedor em demasia eram suas principais características. Oferecia tudo o que tinha para todos que necessitavam de sua ajuda e nunca, nem sequer um dia de sua vida, pedira algo em troca por isso. Nunca cuspia fúria como um vulcão ou destruía tudo com sua frustração igual a um terremoto. Era calmo, tranquilo e sereno, sempre se manteve assim, não importando a situação que o expusessem. Era perfeito! Bem, quase, afinal realmente todo mundo sempre tem um defeito e a ele lhe faltava uma única coisa, um entendimento.

                Mesmo com todos esses atributos, ele sempre fora maltratado e machucado. Abusavam de sua bondade e roubavam seus recursos. Sempre dava tanto, porém recebia muito pouco em retorno, de fato quase nada, nem mesmo gratidão nunca lhe fora oferecida. Não entendia o que estava fazendo de errado, o porquê de seus filhos, amigos e compatriotas nunca pensarem em suas necessidades, seus gostos, seu bem estar. Tinha certeza que estava fazendo o possível e o impossível para cuidar de seus queridos, mas eles continuavam a boicotá-lo e judiá-lo. Seu próprio sangue o difamava, e, por isso, era conhecido pelos de fora como o pervertido, corrupto e perigoso. Sempre fora tratado como um caso e nunca para casar. Continuava ainda a fazer o melhor que podia, mas não sabia até quando poderia sustentar tal situação.

                Perceberam agora? Nunca fora um problema de auto estima ou de auto conhecimento. Pelo contrário, ele sempre soube de sua grandiosidade e fora humilde o suficiente para aceitá-la e usá-la a favor dos outros. Mas mesmo tentando mostrar isso dia após dia, as pessoas simplesmente não o entendem. Ele anda confuso e até um pouco doente, está morrendo pouco a pouco com a indiferença que lhe é dada. Então, se vocês souberem como ajudá-lo ou como resolver o seu problema, não deixem de comunicá-lo, antes que seja tarde demais! Ele está logo ali ao sul, cercado por vizinhos fluentes em castelhano, entre o Atlântico e o Pacífico, e seu nome é Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s