O Cairara

Em um reino distante havia um soberano muito bom e generoso. Ele tinha sabedoria em demasia e sempre tomava as melhores decisões para seu povo, todos o adoravam. Todos, exceto ele mesmo. Por mais que tivesse diversas qualidades, toda vez que se olhava no espelho o que via era um homem feio, desengonçado e acima do peso. Martirizava-se por não ser esbelto e forte como os outros homens da corte e achava que por mais que fosse sábio e bondoso nunca seria bom o suficiente. Durante anos tentou de todas as maneiras mudar sua aparência, falou com curandeiros, profetas e até mesmo provou algumas receitas milagrosas, mas nada trazia o resultado esperado.

Certo dia, enquanto fazia uma de suas cavalgadas pela floresta, observou um grupo de macacos que de uma árvore um pequeno fruto desfrutava. Notou como eram ágeis e esbeltos e logo pensou em como gostaria de ser como eles. Por vários dias visitou o mesmo local e em todos eles via a família de primatas saboreando as tais frutas, os animais pareciam cada vez mais fortes e saudáveis e foi então que uma ideia lhe surgiu: poderia ser fruto que lhes proporcionasse tanta força e destreza? Pediu para que seus homens colhessem todas as frutas que encontrassem e levassem para o castelo. Lá ordenou ao seu curandeiro que fizesse uma infusão usando o pequeno alimento, esse no começo se recusara a obedecer tal ordem por não saber que espécie de planta era aquela, mas acabou cedendo aos comandos de seu rei e o chá preparou. Por sete dias o monarca tomou o preparo e, além de todas as expectativas, a mistura começou a dar resultados. Seus braços e pernas ficaram mais finos, o tronco mais alongado, perdeu peso e criou músculos onde até então não existiam.

O monarca era só alegria. Sua autoestima estava melhor que nunca, se sentia completo. Era inteligente, bondoso e agora bonito. Começou a frequentar todos os bailes da corte com prazer e tirava todas as mulheres para dançar até o sol nascer. Ficou ainda mais popular, além de um rei generoso, agora ele era conhecido por seu entusiasmo e beleza. Anunciou em todo o reino que pretendia se casar e uma esposa foi procurar. Pensou que a vida seria perfeita enquanto a infusão continuasse a tomar. Mas algo de estranho começou a notar, ainda tinha sua postura ereta e musculosa, mas pelos estavam surgindo em demasia no seu corpo e certa noite reparou que um rabo lhe crescia. Desesperado o chá parou de tomar, porém os efeitos colaterais continuaram a aflorar.

Do rei nunca mais se ouviu falar, ninguém sabe o que lhe aconteceu, em uma noite qualquer ele simplesmente desapareceu e o povoado nunca mais teve outro monarca tão generoso, sábio e bondoso como aquele. O reino se foi junto com seu líder, há muito não existe mais. Ninguém sabe dizer ao certo quando que a ruína começou, porém todos concordam que foi por causa da ausência de um bom soberano que tudo se afundou. A floresta que circundava a cidade ainda existe e ela continua sendo o lar de muitos primatas, dizem que uma nova raça deles surgiu logo após o desaparecimento do rei, os Cairaras. Uma espécie de macacos muito finos e esbeltos e que surpreendem todos que visitam a região por sua inteligência e engenhosidade.

Inspirado na lenda dos Cairaras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s